quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Cicloviagem de Férias 2011 - Parte 00

(publicado originalmente no BioCicleta)


¡Buenas!

Ah, férias...período pra descansar, esfriar a cuca e esquecer por alguns dias as agruras do dia-a-dia profissional.
Tenho falado com meus amigos há algum tempo sobre as minhas férias. Tem gente até que não aguenta mais ouvir falar! hehehe!

Claro que, antes de mais nada, precisava decidir: Pra onde ir?

Eu tinha planos pra ir ao Uruguai, mas meu amigo, o Einstein, precisou se mudar do estado, então resolvi não ir sozinho pra lá;

Pensei em ir à Porto Alegre e de lá descer até o Chuí com outro amigo, o Sr. Waldson, mas ele precisou se afastar temporariamente dos pedais por conta de um problema de coluna, que tenho convicção que será resolvido brevemente;

Pensei em chamar minha Namorada para visitar a região vinícola no Sul, mas ela não estará em férias no mesmo período, então resolvi "guardar na manga" para uma outra ocasião, afinal de contas, parece-me um roteiro mais "romântico" e não poderia desperdiçar esse roteiro sozinho.

Pensei em ir ao oeste do Paraná e dar uma passada em Salto del Guaira, no Paraguai e de lá descer até Foz do Iguaçu, mas me desanimei por conta da quantidade de dinheiro que teria de levar (afinal de contas, fatalmente eu iria querer "muambar").

Dúvidas, dúvidas, dúvidas...
Outro dia, dando uma navegada na internet, vi o álbum de fotos de uma amiga. As fotos eram de uma cachoeira no Sul de Minas: São Thomé das Letras.
Logo me vieram à memória a recomendação de uma grande amiga do trabalho, que ia frequentemente à cidade no passado e já havia me dito maravilhas sobre o local.

Dizem ser um lugar muito bonito mesmo, cheio de cachoeiras, cavernas, grutas e o típico "Misticismo do Sul de Minas".

Não sou um tipo religioso/místico, mas gosto de uma boa prosa sobre o assunto.
Também não sou antropólogo (longe disso), mas acho interessante discutir e aprender sobre as diversas culturas religiosas e os efeitos dela na nossa vida cotidiana.

Decidi: Vou à São Thomé. Hora de montar o roteiro!!!

Só pra lhes situar, São Thomé das Letras está à 400km da cidade de São Paulo.



Um percurso possível de ser feito, sem pressa, em três dias de pedal, fazendo aí uma média de 120km/dia.

Grande parte do caminho (dois terços, pra ser exato) é pela Rodovia Fernão Dias. Eu poderia fazer o caminho inteiro, desde São Paulo até Três Corações pela Fernão, mas acho um pecado desperdiçar um belíssimo caminho que desvia dessa Rodovia, já no primeiro terço.

Conhecido de outras duas belíssimas viagens à Estiva/MG, resolvi que a primeira perna dessa viagem seria por esse caminho:
























Começa na Estação Tucuruvi do Metrô, sobe a Av. Sezefredo Fagundes e vai até Mairiporã, passando pela belíssima Estrada do Rio Acima, Nazaré Paulista, Bom Jesus dos Perdões (pegando um pedaço da Rod. Dom Pedro), Piracaia e finalmente Joanópolis.

A segunda perna será entre Joanópolis, já começando numa bela subida, a "Estrada entre Serras e Aguas", que termina às margens da Fernão Dias, na cidade de Extrema/MG e daí seguindo a Rodovia até Pouso Alegre.




























Essa segunda perna será menos bonita, pois será feita essencialmente pela Rodovia. Apesar disso, parece-me que será a mais rápida, pois apesar do constante sobe-e-desce, dá pra desenvolver uma boa velocidade.

Já a terceira perna, a derradeira, será uma grande surpresa, pois não conheço absolutamente nada a partir de Pouso Alegre. Talvez consiga achar alguma estrada paralela à Rodovia pra poder evitar mais um dia de lufadas dos caminhões e poucas paisagens.





















Notem que já uma pequena montagem na imagem, no trecho entre Três Corações e São Thomé. O Google Maps quase me pregou uma peça, que me faria desviar uns 260km.

No Maps, não consta uma Estrada Municipal que liga as duas cidades, mas no MapSource ela aparece. Como sempre uso os dois programas pra fazer meus roteiros, logo veio a dúvida: Em quem confiar?

Não pensei duas vezes: Recorri ao bom e velho fórum do Pedal.com.br e fui prontamente atendido.
Os amigos de lá validaram o caminho mais curto e me disseram que ele é ótimo, apesar de não haver locais para abastecimento.
Sendo assim, Três Corações será uma parada importante pra me abastecer de água, comer e descansar.

Como disse, em três dias de pedal será possível cobrir esses 400km. Daí é curtir uns três dias de São Thomé e finalmente voltar de ônibus pra casa.

Pra aproveitar sozinho, há que se ter algumas referências. Consegui um arquivo do Google Earth enviado pelo amigo forista, o "W0LVER1NE_MG", que foi muitíssimo gentil em me dar um "mapa da mina", com direito até a referencia de BikeShop em Três Corações, três opções de caminho pra São Thomé e vários pontos de interesse/turísticos.
Quem quiser conferir, clica aqui! (link para o MegaUpload, com um arquivo .KMZ).

Demorou, deu trabalho, mas taí: o roteiro tá pronto.
Desde já, agradeço ao pessoal lá do fórum do Pedal.com.br que me comentou o tópico:
shimono, zetosta, Marcos Roberto, ninocoutinho, Alessandro_sp (esse eu conheço de outros pedais), e especialmente ao W0LVER1NE_MG.

Agora falta arrumar as ultimas coisas na bicicleta, fechar os alforges e cair na estrada.

E que venham as tão esperadas férias!

Abraço e até mais!

2 comentários:

Junior disse...

Caraca! Que coragem... Gostaria de ter essa coragem de viajar assim de bike.. Nunca fiz nenhuma viagem de bike, mas quem sabe que com essas suas histórias eu não venha a me empolgar... Abraço!

FabioTux® disse...

Olá Junior!
Obrigado por passar por aqui!

Se você já pedala, não há motivo pra não começar!
Confesso que há que se ter uma pitadinha de coragem pra fazer uma viagem de vários dias, mas eu não comecei fazendo viagens assim.

Revise sua magrela, pegue um fim de semana, vá para uma cidade num raio de km que você consiga pedalar e divirta-se.
Costumo dizer que cicloturismo não é uma questão de distância. Pode-se fazer cicloturismo dentro da sua própria cidade!
A coragem pra empreender viagens mais longas vem com o tempo!

Bons giros, meu caro!